FEBRE TEEN: Liam fala com exclusividade sobre processo criativo de ‘Midinght’, conselho para Zayn, Villa Mix e mais.

Em uma entrevista exclusiva para o Febre Teen, Liam Payne e Alesso se soltam e falam os detalhes sobre ‘Midnight‘ e mais. Confira:

COMO FOI O PROCESSO CRIATIVO DE ‘MIDNIGHT’?

LIAM: O processo criativo foi divertido, quero dizer, tiveram dois processos diferentes na verdade. O primeiro, de nós trabalhando juntos, indo ao estúdio na Suécia onde tivemos um dia muito divertido, tivemos encontro com velhos amigos também que co-escreveram a música também. E o segundo processo, foi de casa, trabalhando online, como isso aqui. É quase como se tivéssemos em uma pausa no momento, o que é engraçado, e sim, tem sido difícil obviamente esse processo mas a gente gerência tudo por ligação e vídeos, até mesmo performances ao vivo em lives.

VOCÊS TIVERAM ALGUMA DIFICULDADE PARA GRAVAR O CLIPE DE ‘MIDNIGHT’ DURANTE A QUARENTENA?

ALESSO: No começo foi um pouco difícil descobrir como fazer um clipe enquanto estávamos em isolamento porque não tínhamos tempo de fazer um grande clipe, mas nossas equipes tiveram essa ideia de que Liam deveria gravar a parte dele e eu a minha parte aqui em Los Angeles e, amamos o resultado porque acabou se tornando um clipe que, sabe, nós queríamos passar essa mensagem sobre ficar em casa nessa época de quarentena e também mostrando como realmente trabalhamos e como foi feito, sabe? Eu fazendo música em Los Angeles e Liam em Londres. Então, nós trabalhamos online e a música por si só não é focada no clipe, não tem muita coisa louca acontecendo e o retorno tem sido incrível, na verdade as pessoas pensam que é um clipe super profissional mas é só o Liam e o cara da câmera dele, eu e minha câmera.

VOCÊ FALOU VÁRIAS VEZES SOBRE A REUNIÃO DO ONE DIRECTION MAS O NIALL NEGOU. AFINAL, VAI ACONTECER OU NÃO?

LIAM: Nós conversamos sobre essas coisas e é sempre difícil ter que responder essa pergunta. A coisa que eu sempre digo é que mais do que nunca, é que a reunião irá acontecer em algum momento mas agora, esse momento que estamos vivendo, estamos todos concentrados em nossos próprios projetos e até que todos sintam o que querem com seus projetos, eu não vejo isso acontecendo neste momento, porque o One Direction não é um trabalho que você ode ter como hobbie, não é um trabalho a parte, sabe? Em dado momento, nós éramos a maior boyband do mundo, o que é muito louco de pensar então não é algo que você pode apenas colocar metade de você, precisamos investir totalmente nesse momento e trabalhar apenas nesse projeto e em nada mais.

COMO FOI PARA VOCÊS SE APRESENTAREM PARA PÚBLICOS DIFERENTE DO QUE ESTÃO ACOSTUMADOS QUANDO VIERAM AO BRASIL, SENDO O ALESSO UM DJ NO CARNAVAL E O LIAM UM CANTOR POP EM UM FESTIVAL SERTANEJO?

LIAM: Eu me apresentei em um festival de música sertaneja? Isso é interessante… É, foi muito divertido no Villa Mix, eu acho que, se me lembro bem o Louis estava lá na mesma época em que eu também estava? Eu não me lembro também, eu posso estar misturando as datas, a gente faz tantas apresentações diferentes que é difícil dizer. Mas eu tenho tantas memórias divertidas de quando estive no Brasil, especialmente quando estive com os meninos sabe, nós curtimos e fomos ao Cristo Redentor, no Rio de Janeiro. Eu acho que teve um momento em que fizemos uma festa em um terraço de algum lugar em que todos estávamos juntos, então tenho tantas memórias divertidas e eu sempre amo voltar ao Brasil, é um lugar tão festeiro para mim e para o Alesso, que domos dois caras festeiros. Então esperamos que a gente possa ir em algum momento quando a quarentena acabar e talvez fazer um show para vocês.

ALESSO: O Brasil é absolutamente um dos meus países favoritos para visitar e tocar só de estar aí, tem tanta cultura, a comida, as pessoas, o funk, tudo é tão inspirador. Então eu tento ir todo ano, a última vez que eu estive aí foi no ano passado para o Carnaval que foi… eu acho que a terceira vez que eu estive aí e é sempre tudo que você espera que seja, é tanta felicidade e alegria. Quando voc~e toca nesse tipo de lugar, onde o meu tipo de música não é o foco, você nem se sente estranho, você se sente ótimo, sabe? Porque as pessoas apenas apreciam a música, querem festejar e se divertir durante o Carnaval.

O QUE VOCÊS ACHAM DAS NOVAS PLATAFORMAS COMO O TIKTOK PARA TRABALHAR E PROMOVER A MÚSICA DE VOCÊS?

LIAM: Eu acho que é muito interessante o jeito que a internet está movendo a música esses dias, ouvindo bastante música antiga. Eu sei que o Jason Derulo está fazendo bastante sucesso no TikTok com uma música que ele lançou anos atrás e ele voltou a entrar nos charts do tanto que as pessoas estão usando ela [a música]. Estamos acostumados a receber conteúdos em formas diferentes nos dias de hoje, costumamos olhar essas plataformas e todo mundo ama esses vídeos curtos, parece ser o favorito do momento. Então para nós, é aprender como usar todas essas coisas que acabam sendo difíceis porque sabe, como eu disse, aprender a usar direito para que você seja parte do que está acontecendo lá e curtir com todo mundo e, eu sempre achei isso um pouco difícil.

ALESSO: Sim, é o mesmo para mim! Eu acho que o mundo está mudando todo ano e quando se trata de TikTok eu acho que no começo não entendi muito bem como todo mundo mas, você não pode tipo, não ver ou negar que é uma das maiores Redes Sociais em ascensão do mundo agora, mas eu ainda estou tentando entender. Eu faço algumas coisas engraçadas. Meu cachorro é o grande foco de lá, porque acho ele um bom entretenimento, eu gosto de vesti-lo com óculos de sol e coisas do tipo e, eu acho que está funcionando. Acho que o TikTok é o tipo de aplicativo que você pode postar qualquer coisa, você não precisa ficar pensando e é bastante sobre entretenimento, não é muito sobre notícias super sérias, é mais sobre personalidade. Sim, personalidade e esse tipo de coisa. Você faz essas danças que eu ainda não fiz porque eu acho que as pessoas ficariam aterrorizadas se elas vissem isso. Não sei dançar, então depois de alguns shots de tequila, daí eu posso tentar.

LIAM, QUE CONSELHO VOCÊ DARIA PARA O ZAYN, QUANDO O BEBÊ DELE NASCER?

LIAM: Ter um bebê é um dos momentos mais lindos de todos os tempos obviamente, algo que todos nós esperamos ver em algum momento. É uma coisa linda, acho que um sábio conselho seria: apenas não colocar muita pressão em você mesmo no começo porque você tem que lembrar que você merece um tempo para aprender a ser pai. Acho que é mais sobre ser uma união de apoio no primeiro momento. Uma mãe passa por tantas transições diferentes depois delas darem a luz, eu acho que é muito importante dar a elas apoio sabe, dependendo de como vai, só certificando que você está lá ajudando. A primeira coisa para mim, que achei que fez eu me sentir mais confortável, porque eu sei que a Cheryl e o Bear ficam muito tempo juntos e ela tomou conta dele quando eu não estava, para mim, foi sempre cozinhar, eu gosto da ideia de cozinhar e fazer as coisas. Tentar juntar toda a família e ter certeza de que ela está bem, como o foco dela é totalmente no bebê naquele momento, mas é um momento difícil, muitos pais sofrem com isso e infelizmente muitos não falam sobre isso e, eu acho que é importante porque você com certeza vai ver que todos passam pela mesma coisa. Tem muito a ver também com essa doença de agora, precisou de uma doença para percebermos que não somos diferentes, bastou uma coisa [acontecer] para todos nós estarmos na mesma posição que é presos em nossas casas.

VOCÊS TEM OUTRAS MÚSICAS PARA SEREM LANÇADAS DURANTE A QUARENTENA?

LIAM: Nós não temos nada gravado agora! Nós estamos conversando sobre muitas ideias diferentes, eu ando fazendo bastante instrumental, então eu acho que há espaço para fazermos algo no futuro dependendo de como for, algo dos meus projetos e algo dos projetos do Alesso, algo dos meus projetos em deep house [um estilo de música] que está chegando em breve.

FONTE: Febre Teen

Compartilhar em: